domingo, 27 de novembro de 2016

Peito estufado
Figura fixa na mente
Já fazia um tempo
Que o sentir não podia ser
Compartilhado

E te digo
Te abro
Te falo das coisas do peito
E do desejo de querer ficar

Falo da rosa
Espada de São jorge
Do café da manhã adoçado
com carinhos trocados

Te falo da Christina,
a gata
Faço mapa astral
Pergunto pelo santo padroeiro
Ouço até
histórias da avó

Mas nada mais interessante
Dos dias passados ao seu lado
em que te ver despido
fumar
seu primeiro cigarro
ao acordar

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

dureza

ter amado
com toda a verdade
intensidade
e bem querer

que se pode sentir
por outrem

sem retorno
nem reciprocidade

fez-me
então assim
dura

perdi a doçura
admito

mas cabe ao tempo
o retorno da leveza
que o tormento
de te amar
tirastes de mim




-

-